Conheça o aplicativo Moda Livre

E descubra de onde vem a roupa que você compra.

Sabemos que ser um consumidor consciente dá trabalho, afinal, não é tarefa fácil avaliar cada  marca e sua cadeia de produção já que encontrar informações a respeito é um dos principais empecilhos. A maioria das marcas, quando questionadas, acabam seguindo um discurso pronto e não explicam genuinamente como e em que condições são feitas suas peças de roupas. Porém, uma boa notícia é que aos poucos vemos surgir ferramentas que tem como objetivo facilitar essa busca e, com isso, fazermos melhores escolhas.

É o caso do aplicativo Moda Livre, desenvolvido pela ONG Repórter Brasil, referência nacional na defesa dos direitos humanos. O app avalia as principais varejistas de roupa do Brasil e empresas que já foram flagradas pelos fiscais do Ministério do Trabalho (MTE) em casos de trabalho escravo.

Todas as companhias listadas foram convidadas a responder um questionário baseado em quatro indicadores – políticas, monitoramento, transparência e histórico – e, com base nas respostas, receberam uma pontuação que as classifica em três categorias: verde, amarelo e vermelho.

“O aplicativo não recomenda que o consumidor compre ou deixe de comprar roupas de determinada marca. Apenas fornece informações para que faça a escolha de forma consciente”,  Repórter Brasil. A ferramenta está no ar desde 2013 e hoje conta com mais de 70 marcas. Você pode baixar o app aqui – Apple Store e Google Play. Vale a pena!

Enquanto isso…

Um documentário investigativo foi ao ar no dia 24 deste mês na BBC UK onde expõe como fábricas na Turquia estão empregando ilegalmente imigrantes sírios para produzir roupas para marcas como Zara, Asos e Marks and Spencer. Veja o trailer aqui.

Infelizmente, essa realidade ainda está muito presente no dia a dia da indústria da moda. Por isso, ferramentas como o app Moda Livre são importantes, pois nos permite abrir os olhos e a entender que ao comprar uma peça de roupa vale levar em conta muito mais do que simplesmente o preço. A sua nova blusa de R$10 pode estar custando caro para quem a produz. Pense nisso.


Referências

http://reporterbrasil.org.br/2016/04/moda-livre-passa-a-monitorar-73-grifes-e-varejistas/

http://juliapetit.com.br/moda/zara-asos-mango-e-marks-and-spencer-sao-envolvidas-em-escandalo-com-fabricas-turcas-empregando-imigrantes-sirios-ilegalmente

http://reporterbrasil.org.br/2012/07/especial-flagrantes-de-trabalho-escravo-na-industria-textil-no-brasil/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *