DROPS SDF #1

Quer saber as principais notícias e dicas sobre moda e comportamento desse mês? Confira o que separamos.

Programa Sebrae Moda Sustentável

O Sebrae Rio de Janeiro selecionará 40 microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas do setor da moda – dos segmentos de vestuário, acessórios em couro, calçados, bijuterias e jóias para participarem do programa Sebrae Moda Sustentável.

O objetivo do programa é fomentar e incentivar a adoção de boas práticas sustentáveis no setor, estimulando a competitividade e a inovação dos pequenos negócios de moda no mercado.

Duração: 15 meses (de julho de 2017 a setembro de 2018).

Inscrições até: 26 de junho no site do Sebrae.

Mais informações aqui.

Google lança plataforma sobre moda e cultura, o We Wear Culture

Desenvolvido pelo Google Arts & Culture a plataforma permite explorar moda, arte, comportamento e cultura através de um acervo gigantesco que contém filmes raros e  milhares de imagens que contam três mil anos de história. O projeto é fruto de colaboração com mais de 180 instituições culturais em 42 países, inclusive o Brasil.

Prepare-se para ficar horas explorando esse acervo virtual onde é possível navegar pelas histórias das celebridades e estilistas mais influentes, conhecer os movimentos que surgiram  na Corte de Versalhes até às ruas de Tóquio, descobrir a origem e história das peças que usamos e o impacto na moda, da economia e a criação de empregos até o empoderamento de comunidades.

São mais de 400 exposições e histórias online que compartilham um total de 30.000 fotos, vídeos e outros documentos, Quatro experiências de realidade virtual com peças icônicas da moda e mais de 40 locais com acesso aos bastidores no Google Street View

A plataforma Google Arts & Culture é gratuita e está disponível na web, e no aplicativo para iOS e Android.

H&M, Zara e Mark & Spencer são algumas marcas ligadas à fábricas de viscose altamente poluidoras na Ásia, segundo relatório da Fundação Changing Markets

Apesar da viscose ser considerada uma alternativa sustentável ao algodão e ao poliéster, pois é feita de celulose ou polpa de madeira, a maioria das viscoses modernas são produzidas com um alto índice de químicos prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.

Uma investigação realizada pela Fundação Changing Markets visitou 10 fábricas na China, Índia e Indonésia, e encontrou danos ambientais graves, incluindo a poluição da água por resíduos contaminados não tratados e poluição do ar. A produção de viscose nessas regiões está contaminando a água fornecida a toda a população e aumentando a possibilidade de risco de câncer.

As marcas alegadas pelo relatório a partir dessas fábricas incluem H & M, Inditex (o proprietário de Zara), Marks & Spencer e Tesco. Segundo o jornal The Guardian, a maioria das marcas contactadas pelo jornal reconheceu que os impactos da produção de viscose são um problema de toda a indústria e dizem que estão explorando maneiras de produzir de forma mais responsável.

Além da contaminação da água, o relatório aponta que a produção de viscose também utiliza químicos pesados – dissulfureto de carbono – que está prejudicando tanto os trabalhadores das fábricas quanto as pessoas que vivem perto delas. Essa toxina tem sido associada a doença cardíaca coronária, defeitos congênitos, doenças da pele e câncer. Outros produtos químicos tóxicos utilizados na produção de viscose incluem hidróxido de sódio (soda cáustica) e ácido sulfúrico.

Confira a reportagem aqui e aqui. Relatório completo aqui (em inglês).

Italiano cria couro feito a partir dos resíduos da produção de vinho

Designer italiano, Gianpiero Tessitore, criou o Wine Leather® (Couro de Vinho), um tecido tão maleável e durável como o couro feito com peles de animais. Após dois anos de estudo e testes o designer conseguiu criar o tecido prensando as fibras vegetais das casas e sementes de uva.

O Wine Leather® é o primeiro produto da empresa VEGEA Company, fundada por Gianpiero em janeiro de 2016 e pode ser usado para fabricação de bolsas, calçados, revestimentos de móveis e para tudo mais que o couro convencional é usado atualmente.

Confira a matéria completa aqui.

Para inspirar | Veja o Documentário The Next Back – A film about the Future of Clothing

Um filme sobre o futuro da moda que explora diversos temas como tecnologia e sustentabilidade. Conversas com as marcas Patagônia e Adidas, estúdio XO e BioCouture, consultoria que estuda organismos vivos para cultivar roupas e acessórios.

Confira aqui (em inglês).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *