Cosmetologia Natural

Assim como a moda, a indústria de beleza também está passando por um momento de repensar suas práticas e processos. 
Foto: Tanja Heffner para Unsplash

Você sabia que existe uma variedade de substâncias nocivas à saúde que estão presentes nos cosméticos, produtos de higiene e de limpeza pessoal que usamos em nosso dia a dia? 

A pele é o maior órgão do corpo humano e absorve boa parte das substâncias que aplicamos nela, por isso devemos ter cuidado com os produtos que escolhemos.

Assim como a moda, a indústria de beleza está passando por um momento de repensar suas práticas e processos. O mercado de cosméticos tem buscado alternativas mais naturais e focadas na saúde e no bem-estar.

Além disso, nós, consumidores, estamos cada vez mais conscientes e esperamos das empresas atitudes que sejam compatíveis com o meio ambiente e que tragam benefícios, mas sem prejudicar nossa saúde

Renata e Yara, fundadoras Cosmetologia do Bem

E para promover mudanças, informação é fundamental e, para isso, o site Cosmetologia do Bem nasce com a missão de fomentar o questionamento através de informações de qualidade e, a partir disso, apresentar possíveis caminhos para mudanças positivas e viáveis no nosso dia a dia de maneira a unir beleza e saúde.

O SDF conversou com a Renata e a Yara, as fundadoras do site. Confira abaixo a entrevista completa.

1. Para começar, poderiam contar um pouco sobre vocês e como surgiu a ideia do site Cosmetologia do Bem?

Eu e a Yara já éramos amigas antes de sermos sócias e conversávamos bastante sobre saúde e alimentação natural. Eu tive uma alergia de pele que se tornou constante e, com a minha “veia” de engenheira química, comecei a questionar sobre as substâncias contidas nos cosméticos também. Nos interessamos em aprofundar na investigação e leitura dos rótulos dos cosméticos e a questionar sobre a saúde ali contida. A partir daí começamos a  Cosmetologia Do Bem com o intuito de divulgar essas informações que não encontrávamos em lugar nenhum. Depois disso criamos o nosso curso, o Programa Cosmetologia Do Bem, para ensinar sobre cosmetologia natural e formulações de cosméticos naturais e do bem para as pessoas serem mais livres fazendo seu próprio cosmético ou até mesmo ter um trabalho com mais propósito criando sua marca de cosméticos naturais.

2. Qual o principal objetivo do site e quais serviços vocês oferecem?

O principal objetivo do site é difundir informações sobre as substâncias contidas nos cosméticos e como isso pode afetar a nossa saúde e o meio ambiente.

O nosso principal serviço é o curso online, Programa Cosmetologia Do Bem, que ensina sobre cosmetologia natural e mais de 100 formulações de cosméticos naturais em uma linguagem muito acessível e vídeos passo a passo.

3. Quais os principais substâncias tóxicas que estão presentes nos cosméticos que utilizamos no dia a dia? E como identificá-los?

São várias substâncias presentes nos cosméticos que podem causar danos e tratamos sobre muitas em uma sessão do nosso site http://cosmetologiadobem.com.br/se-tiver-nao-compre/

Iremos em breve fazer o Movimento Cosmetologia Do Bem que será online e um dos temas que vamos abordar é sobre a leitura de rótulos e a identificação de algumas principais substâncias. Quem tiver interesse em participar é só acessar o link a seguir e se inscrever: http://movimento.cosmetologiadobem.com.br/2018

4. Quais as principais diferenças entre cosméticos naturais e orgânicos? Quais certificações e selos para os cosméticos orgânicos e naturais?

A classificação dos produtos cosméticos é definida pelas certificadoras que trazem seus parâmetros para atendimento. Por exemplo, o IBD classifica os cosméticos em três categorias:

1. Cosméticos naturais;

2. Cosméticos naturais com porção orgânica;

3. Cosméticos orgânicos.

Para cada categoria é indicado nas diretrizes para certificação do órgão certificador o percentual permitido de cada tipo de cosmético (por exemplo, produtos orais, para cabelo, perfumes, sabonetes, etc) identificando o teor mínimo de substâncias naturais sendo que para os cosméticos naturais com porção orgânica e os cosméticos orgânicos há uma exigência maior em relação ao cultivo de tais substâncias.

Há duas principais certificadoras, o IBD e a Ecocert.

5. Como vocês analisam o atual cenário de cosméticos naturais e orgânicos no Brasil?

O mercado de cosméticos naturais e orgânicos no Brasil é ainda incipiente mas com grande potencial de crescimento sendo muito incentivado por toda evolução que estamos presenciando na alimentação saudável e natural. As pessoas se despertaram para um consumo de alimentos mais saudáveis e o prejuízo na saúde ao se consumir industrializados e alimentos contaminados com agrotóxico. A expansão desse pensamento se estende para uma análise mais integrada, ou seja, de tudo que se consome e coloca em contato com o seu corpo, destacando-se os cosméticos.

6. Vocês acreditam que hoje os consumidores estão mais atentos e críticos em relação aos produtos que compram e como isso reflete no mercado de cosméticos no Brasil?

Sem dúvida! Acreditamos muito que está havendo uma conscientização coletiva no que se refere ao consumo de produtos. Hoje, o consumidor atento se preocupa com a cadeia de produção, por exemplo, como a empresa lida com o trabalhador e com a sustentabilidade de uma forma geral. Além de outros pontos como a utilização de embalagens recicláveis ou retornáveis. Isso reflete diretamente nos cosméticos e ainda soma-se a questão da análise crítica dos ingredientes que eles utilizam e que tem sido cada vez mais difundidos.

7. Quais as principais informações que devemos levar em conta na hora de comprar cosméticos?

É importante verificar os ingredientes listados no rótulo para se avaliar se as substâncias contidas são nocivas. Trataremos com maior profundidade sobre isso no Movimento Cosmetologia Do Bem que acontecerá na segunda quinzena de fevereiro. Além disso, o leitor pode consultar a sessão do nosso site que aborda sobre isso através do link http://cosmetologiadobem.com.br/se-tiver-nao-compre/

Temos também um ebook que dá instruções para se comprar cosméticos que é nosso Manual de Compra Segura de Cosméticos e pode ser baixado gratuitamente em: http://ebook.cosmetologiadobem.com.br

8. Para quem está começando a prestar mais atenção em relação aos cosméticos que consome, teriam alguma dica de por onde começar?

Existem duas opções que indicamos para as pessoas que tem a intenção e preocupação em consumir cosméticos naturais.

A primeira seria fazer seu próprio cosmético que é uma forma prática e agradável de nutrir seu corpo. Além disso, quem adere a essa prática consegue ter um controle maior da qualidade dos ingredientes que utiliza.

Para quem de alguma forma não se interessa em fazer, uma boa opção é buscar cosméticos dos artesãos que já estão trabalhando nessa linha. É uma forma de valorizar o pequeno e ter uma relação mais próxima com quem produz.

9. Caso queiram divulgar os ebooks de vocês e o site fiquem a vontade 🙂

Fornecemos gratuitamente dois ebooks para incentivar as pessoas a consumir cosméticos saudáveis e naturais. Um é o “7 Formulações de Cosméticos Do Bem” onde ensinamos formulações simples e práticas de cosméticos para que as pessoas percebam o quanto pode ser fácil e o outro trata-se do “Manual para Compra Segura de Cosméticos” que a pessoa pode levar quando for fazer suas compras por exemplo e deseje verificar o rótulo.

Eles podem ser baixados pelo link: http://ebook.cosmetologiadobem.com.br

Temos o nosso site também com várias informações interessantes sobre esse universo dos cosméticos naturais: http://cosmetologiadobem.com.br


Aproveitando o tema o SDF elaborou uma pesquisa para entender melhor os hábitos de consumo e interesses em cosméticos no Brasil, principalmente em cosméticos naturais e orgânicos.

Para participar da pesquisa é só clicar aqui.

Agradecemos sua colaboração!


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *